A Rose in the Twilight – Review

Rose in the Twilight é um jogo desenvolvido pela Nippon Ichi Software e foi lançado para PS Vita e PC em abril de 2017. O jogo bastante sombrio, possui o gênero classificado como aventura e estratégia, e seu nível de dificuldade é relativamente alto. O jogo não possui falas e seu menu e legendas estão em inglês.

O jogo começa quando uma garotinha acorda nas ruínas de um local desconhecido. Esta garotinha se chama Rose e ela esta em um castelo onde não existe cor nem tempo, e logo percebemos que ela carrega uma maldição, de sangue e espinhos, em si. Em seguida Rose conhece um gigante de pedra adormecido. Mas apesar de estar assustada, ela resolve se juntar a ele. Assim juntos, começam a procurar uma saída para fugir do castelo onde estão presos.

A história do jogo é legal, mas um pouco confusa inicialmente, pois no começo não é fornecida nenhuma explicação da história dos personagens ou sobre como eles foram parar no castelo. Somente jogando é que vamos descobrindo e entendendo, aos poucos, a história do jogo. Sendo que mesmo gostando bastante de Rose in the Twilight, eu cheguei ao final do jogo e não consegui entender direito a história dele.

Esse jogo possui os comandos bem simples, sendo praticamente caminhar e pular. Nele você joga com Rose e o gigante, optando por um deles de cada vez. Quando é usado o gigante, podemos carregar Rose e arremessa-la para chegar a lugares mais altos, além de poder carregar objetos . E quando é escolhida a Rose, ela pode sugar o sangue das coisas e passar esse sangue para outros lugares, além de poder carregar alguns objetos.  O que são complicados no jogo são os puzzles. Para conseguir sair do castelo, Rose e o gigante precisam passar por diversos locais e para chegar neles é necessário resolver os puzzles. E para conseguir resolve-los é preciso ter muito pensamento lógico, calcular o tempo e pensar em como usar os dois personagens em conjunto.

O design do jogo é bem simples, mas é muito bonito. O que chama atenção é a pintura do cenário e as cores, que fazem o cenário parecer com algo antigo e sombrio, realmente bem feito. A trilha sonora é bastante bonitinha e agradável, mas eu esperava algo um pouco mais sombrio, pois o jogo trata de uma história cheia de drama e mortes. O jogo possui um tempo de duração bom até chegar ao final, não possuindo nenhum momento que fique chato ou deixe de ser interessante de ser jogado.

Os pontos positivos do jogo são os puzzles criativos e a possibilidade de poder jogar com dois personagens ao mesmo tempo, o que é muito legal, pois muitas vezes precisamos pensar na melhor maneira de usa-los. E um ponto negativo são os saves, pois eles são automáticos. Então muitas vezes você está em uma parte bem avançada, então morre, daí volta bem pro inicio e tem que fazer tudo de novo.

Com certeza todos que jogarem este jogo vão gostar dele de alguma maneira. Seja pela história macabra e bonitinha ou design bem feito. Quando você começa a desvendar os mistérios e resolver os puzzles, não da mais vontade de parar de jogar. Acredito que seja um jogo legal de jogar aos poucos ou de virar em dois dias.

Galeria de Imagens
Rose in the twilight

Curtam a página do Akiba’Spot no Facebook *-*

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pular para a barra de ferramentas