[REVIEW] Yakuza Kiwami 2

Yakuza Kiwami 2 é o game Yakuza 2 refeito nos moldes do Yakuza 6: The Song of Life. O jogo conta com um design gráfico melhorado e a inclusão de novos minigames e side stories e o Majima Saga (você poderá jogar com o Majima novamente, assim como no Yakuza 0), além de estar modelado no sistema Dragon Engine (o mesmo do Yakuza 6).

O Jogo

Yakuza Kiwami 2, assim como todos os outros jogos da série, se passa em mundo aberto, onde é possível explorar Kamurocho e Sotenbori a qualquer hora.

O jogo está repleto de side stories, algumas curtas e outras mais longas, basta abrir o mapa e ver quais balões estão ativos (azuis) para saber onde ir e continuar a side, ou os balões brancos para iniciar novas histórias.

Além disso, o jogo continua com os ufo catcher, arcades, darts, karaokê e outras atividades que já era possível encontrar nos outros jogos.

Há também alguns minigames bem interessantes que estão retornando, como o “Toylets”!!! Também você poderá administrar um Cabaret, mas dessa vez como Kiryu! E o Clan Creator, do Yakuza 6, também estará disponível!

A História

Yakuza Kiwami 2 acontece em Kamurocho e também em Sotenbori (Osaka), você poderá rever como tudo ficou após o Yakuza 0! O “Grand”, o cabaré do Majima continua lá no mesmo lugar!

O foco do jogo está entre o Kiryu e o Ryuji Goda, filho do patriarca da Omi Alliance (Aliança Omi). Para quem jogou o Kiwami, lembrará que um dos integrantes da Omi Alliance agora faz parte do Tojo Clan (Clã Tojo), o Terada.

Terada era uma pessoa de confiança do Patriarca Kazama e também se tornou de Kiryu. Passado 1 ano da morte da Yumi, Nishikiyama e do Patriarca Kazama, Terada e Kiryu se reencontram no cemitério, mas eles são atacados e o Terada acaba morrendo e lhe deixando uma carta.

Agora Kiryu precisará fazer com que a Omi Alliance e o Tojo Clan se unam, além de estabilizar o Tojo Clan, como Terada lhe solicitou.

No meio dessa missão, Kiryu irá reencontrar Daigo Dojima, que se jogou no meio das bebidas e largou o Tojo Clan, além de conhecer Ryuji Goda e a Aliança Omi.

Mas tudo não será tão fácil, apesar do Patriarca Goda concordar com a união, parte da Omi Alliance não está de acordo, inclusive o próprio Ryuji Goda. Inúmeras situações acontecem, como o sequestro do Patriarca, e depois o sumiço do Patriarca Goda e do Daigo Dojima.

Kiryu terá que descobrir para onde eles foram, e quem está por trás de tudo isso.

A Gameplay

O sistema Dragon Engine, que você pode encontrar no Yakuza 6, foi aplicado no Yakuza Kiwami 2. A árvore de habilidades está nos mesmos moldes, e praticamente é bem fácil de ir upando aquilo que lhe agrade mais.

A Exp é adquirida por meio de missões concluídas, derrotando inimigos pelas ruas, side stories e também comendo. É bem tranquilo para ir upando as habilidades, já que basicamente é só ir comendo quando seu hp estiver baixo! Isso eu, particularmente, achei bem fácil!

Já o dinheiro, eu achei mais difícil de juntar porque você só consegue com o dinheiro que os inimigos derrubam (o que pode variar de uns míseros 3000 yen ou 10000 yen, pode ser mais, varia da sua sorte), e ainda não são todos que lhe dão dinheiro.  No começo do jogo é bem complicado comprar suprimentos, já que o dinheiro é bem escasso. Mas, é possível vender os pratos que você ganha durante o jogo (de bronze, prata ou ouro), eles lhe rendem um bom dinheiro.

Diferentemente do Yakuza 0 e do Kiwami, o Yakuza Kiwami 2 só possui um estilo de luta, o que eu, particularmente, fiquei triste, pois gostava dos outros estilos que o Kiryu tinha. Mas nada irá afetar no modo das batalhas, só será preciso ir upando as habilidades para deixar o Kiryu com diferentes reações durante as batalhas.

Uma das coisas interessantes nas batalhas, é o fato de você poder guardar nos seus equipamentos os armamentos que os inimigos derrubam durante as batalhas ou os que você encontrar pelo caminho. Cada arma tem um especial diferente e geram danos diferentes também! Só é preciso ficar de olho no limite de usos dos equipamentos! Lembre-se de descartá-lo quando não tiver mais utilidade, pois eles ocupam espaço no seu inventário.

Mas lembre-se tudo na tela pode virar arma! E também há inúmeros especiais que você pode fazer com os itens da rua, basta ficar de olho na barra de “Heat Mode”, pois o especial varia de acordo com o nível que ela estiver. Só não esqueça de upar o Heat Mode na árvore de habilidades!

Considerações finais

Yakuza Kiwami 2 possui uma história bem interessante, mas o começo do jogo pode lhe parecer meio monótono, pois é repleto de apresentações de personagens novos. Mas com o passar os capítulos tudo se encaixa e você não conseguirá para de jogar!

Um dos pontos que mais curti do jogo foi o fato de poder voltar a administrar um cabaret! Ah, como senti falta disso! Juro que parei até a história para poder jogar um pouco nos cabaret (Risos)! O Yakuza Kiwami 2 está repleto de retornos de algumas coisas que você só encontrava nas outras edições do jogo, o que me deixou bem feliz.

O retorno de uma gameplay somente com o Majima também é um bom atrativo, lembrando que você poderá jogar uma fase da vida do Majima entre o Kiwami e o Kiwami 2!!

Yakuza Kiwami 2 é um jogo recomendado para aqueles que curtem uma boa trama, com variadas lutas ao decorrer do jogo! Mas além de tudo, é repleto de side stories, minigames e batalhas aleatórias pelo jogo! Um jogo que você pode ter certeza de que vai ter o que fazer! Explorar Kamurocho e Sotenbori é algo que você vai fazer ao longo de todo o jogo.

Prós:

+ gráfico bem trabalhado

+ diálogos da história com voz ou animação

+ trama interessante

+ variedade de personagens

+ retorno de minigames

+ Majima saga

Contras:

– o começo da história pode ser cansativo

Nota: 9,0

Yakuza Kiwami 2 Cedido Gentilmente Pela Sega Para Realização Do Review.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WordPress Lightbox Plugin
Pular para a barra de ferramentas