Paladins no Nintendo Switch, vale a pena?

Hero FPS da Hi-Rez chega ao híbrido da Nintendo sem compromisso e sem comprometer.

Os jogos de tiro em primeira pessoa é um dos gêneros que mais deixou a desejar em termos de quantidade e qualidade no Nintendo Switch no último ano, mas que aos poucos vai ganhando novos títulos a sua biblioteca. Se formos mais específicos, os FPS de Heróis eram praticamente uma nulidade, e Paladins chega para preencher essa lacuna.

Se considerarmos que os outros consoles desta geração desfrutam de games como Overwatch, além do próprio Paladins, o Switch realmente parecia ter ficado para trás. Havia desconfiança quanto a capacidade do Híbrido da Nintendo para rodar esse tipo de jogo sem comprometer a experiência do gamer. Essas dúvidas parecem ter sido respondidas.

Sendo direto, a versão para Nintendo Switch não é a mais lapidada versão de Paladins. Há, obviamente, uma perda no aspecto estético devido as diferenças de hardware com relação aos outros consoles. Porém, o game entrega o que é mais importante: performance. Paladins no Switch roda a 60fps. A ação é fluída, mesmo em modo portátil, que aliás, é outro ponto a favor desta versão.

 

No título perguntamos se Paladins no Switch vale a pena. A resposta é sim. Não apenas por ser um free to play, ou pela escassez de títulos do gênero para o console. Mas por que Paladins parece um jogo feito para se jogar no Switch.

Se compararmos com Overwatch, o jogo da Blizzard é bem mais rápido e caótico do que Paladins. Particularmente adoro os dois games, mas Overwatch me parece muito mais um game feito para jogar no PC do que em consoles. Com Paladins parece ser o contrário. Então considerando uma performance consistente, com bons gráficos e o fator portabilidade, sim, Paladins no Switch vale a pena. Só faltou a possibilidade de utilizar o giroscópio para mirar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WordPress Lightbox Plugin
Pular para a barra de ferramentas