Operation Babel: New Tokyo Legacy – Review

Lançado pela NIS America no portátil PlayStation Vita em maio deste ano, o dungeon crawler Operation Babel: New Tokyo Legacy continua a história mostrada anteriormente em Operation Abyss em que agora o protagonista precisa defender Tóquio de uma nova ameaça quando um objetivo misterioso aparece no céu da cidade à luz do dia.

O RPG conta com uma movimentação pelo cenário utilizando os dois analógicos do Vita, o que pode confundir por um breve momento no início, pois a alavanca direita é utilizada para se movimentar, e a esquerda para mudar a direção, o que poderá atrapalhar o jogador enquanto se locomove pelo labirinto de mapas oferecidos.

Logo no início, após a introdução de mecânicas do jogo e a primeira batalha demonstrativa, o jogador será introduzido a sua primeira party, onde terá a possibilidade de controlar seis jogadores criadas automaticamente pela CPU, possuíndo controle total de suas ações durante as batalhas nos mapas.

A customização da party também poderá ser feita recrutando novos jogadores no menu, podendo personalizar cada item do personagem, como aparência, nome, voz, personalidade e também o Blood Code, que é uma espécie de job (por exemplo, healer ou tank) para os mais experientes em RPG. A partir do nível 3, o jogador poderá escolher um job secundário para um dos personagens da party, dando assim uma nova dinâmica a sua estratégia.

Nos mapas o jogador poderá encontrar materiais aleatórios que serão utilizados ao retornar à base para a criação de itens, porém não espere que logo de cara já possa criar uma arma com poder maior que as genéricas recebidas no início, pois um número relativamente alto para o começo será necessário.

As batalhas apesar de serem simples visualmente falando, possuem uma boa dose de estratégias envolvidas ao desenrolar da história, porém no início elas serão extremamente entediantes pois o nível dos inimigos são muito baixos mesmo para os jogadores de level 2, onde apenas um jogador consegue acabar com os inimigos um a um com apenas um golpe forte.

Apesar de não fazer muito o estilo de muitos jogadores que não gostam de dungeon crawlers, Operation Babel vale uma chance devido a sua complexidade e também as possibilidades quase infinitas de customização e criação de itens, além disso o jogo possui dublagem original em japonês de alta qualidade.

Nota: 8/10

Operation Babel: New Tokyo Legacy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WordPress Lightbox Plugin
Pular para a barra de ferramentas