Megadimension Neptunia VIIR – Review

Um divertido JRPG com várias referências sobre video games, empresas famosas e outros jogos! Teste seus conhecimentos de gamer e tente encontrar as referências escondidas nessa história que atravessa dimensões.

Um game que fala sobre games

Para quem não conhece a série, Neptunia é um JRPG que tem como o tema a industria de games, utilizando várias referências do que acontece no mercado de games do mundo real e brincando com o “console war”, conta de uma forma bem divertida a história de Neptune e suas amigas. No mundo de Gamindustri existem quatro nações, cada uma protegida por sua CPU, que é uma espécie de “Deusa Protetora”. A nação Lastation representa o Playstation, a nação Lowee representa o Wii, a nação Leanbox representa o Xbox e a nação Planeptune representa o console cancelado da Sega, Neptune.

Não é preciso ter jogado os jogos anteriores para iniciar o VIIR, pois, o game sempre introduz ao jogador os novos personagens que aparecem durante a história, explicando um pouco de sua origem e características importantes. Mesmo sem jogar os games anteriores, o jogador não se sente perdido nesse universo e consegue aproveitar muito bem a história.

Na realidade VIIR é uma “versão melhorada” de VII, a história permanece a mesma, a maior diferença acontece no gameplay das batalhas. O jogo possui uma mecânica complexa de aprimoramentos mas é de fácil domínio, não precisa ficar com medo dos grandes menus cheio de itens diferentes, em pouco tempo o jogador aprende a utilizar todos os recursos de forma bem prática. Uma coisa que pode confundir é que o game está dividido em “3 jogos“, que na verdade são 3 etapas da história. Zero dimension Neptunia Z, Hyper Dimension Neptunia G e a conclusão, Heart Dimension Neptunia H.

Zero dimension neptunia Z
Neptunia Z é a introdução onde Neptune e Nepgear encontram um antigo console e acabam sendo transportadas para uma outra dimensão chamada Zero Dimension, nessa dimensão toda destruída, encontram uma garota chamada Uzume e então descobrem que ela também é uma CPU (que representa o Dreamcast).

O Objetivo nessa etapa é ajudar Uzume a salvar sua nação e encontrar um meio de trazer Neptune e Nepgear de volta a sua dimensão, as batalhas são mais simples e ajudam bastante o jogador a entender o funcionamento do jogo. Tudo é bem linear e basta ir avançando e aprendendo a como jogar.

Hyper Dimension Neptunia G

Em Neptunia G as quatro nações de Gamindustri decidem se juntar e criar um grande festival, mas durante a festa, o grupo “Gold Third” aparece e desafia as CPUs para um duelo. Ao final da batalha as CPUs são derrotadas e são transportadas para longe.

Quando retornam para suas nações, descobrem que os habitantes não se lembram mais das CPUs e que as nações estão sendo governada por B-Sha, K-Sha, C-Sha e S-Sha.

  • B-Sha representa a Bandai-Namco e governa Planeptune.
  • K-sha representa a Konami e governa Lastation.
  • C-Sha representa a Capcom e governa Lowee.
  • S-Sha representa a Square Enix e governa Leanbox.

A partir desse ponto o jogador pode escolher qual parte da história quer jogar primeiro entre Neptune, Noire, Blanc ou Vert. As batalhas começam a ficar mais complexas e novas mecânicas são adicionadas ao game, além de dungeons extras para realizar novas quests.

Heart Dimension Neptunia H

A ultima parte do jogo onde tudo começa a se encaixar, é nessa parte que as batalhas realmente ficam interessantes e irão precisar de estratégias mais elaboradas para vencer. Novas dungeons podem ser descobertas e o modo de caçada de recompensas é aberto, alguns desafios possuem level bem elevado, prolongando bastante o desafio do game. Nessa parte o jogo fica bem mais divertido pois os upgrades, escolha de personagens e armas começam a fazer um diferencial para as batalhas.

Gameplay

A parte de exploração é simples, o jogador precisa vasculhar as dungeons e enfrentar os inimigos. As batalhas acontecem por turnos, durante seu turno é possível utilizar golpes normais, golpes especiais, golpes em conjunto, usar sua transformação, utilizar itens ou simplesmente pular o turno para recarregar mais seus pontos de AP e SP para utilizar golpes mais fortes no próximo turno.

Em relação a sua versão original, o game recebeu algumas melhorias nos gráficos, mudança de layout dos menus e alguns extras no conteúdo, mas o gameplay das batalhas foi a parte que mais sofreu mudanças no jogo, agora o jogador pode criar os combos diretamente na hora da batalha, cada golpe consome pontos de AP e SP que são recebidos a cada turno da personagem. Outra grande mudança é que a cada batalha o HP, AP e SP são restaurados ao valor inicial.

Realidade Virtual

Outra novidade de VIIR são os eventos em Realidade Virtual, onde as garotas vem visitar o jogador em seu quarto. É possível jogar utilizando a TV também, mas esse modo foi projetado especialmente para utilizar os óculos de Realidade Virtual e transportar o jogador para dentro do quarto.

Os eventos não estão ligados diretamente com a história principal, são apenas pequenas visitas onde as garotas conversam e brincam com o jogador, a qualidade da experiência é muito boa! É possível observar todo o quarto de diversos pontos e realmente dá a impressão de estar no local com a presença de alguém na sua frente. A interação acontece respondendo as perguntas feitas pelas garotas acenando “sim” e “não” com a cabeça, é possível também customizar o quarto com itens desbloqueados conforme o progresso do jogo.

Uma ótima diversão para Gamers de verdade

Apesar de parecer apenas um jogo de garotas fofinhas lutando contra monstros bonitinhos, o game apresenta MUITAS referências ao mundo dos games, é muito divertido prestar atenção e tentar descobrir essas referências nas piadas ou nos acontecimentos do jogo.

A história do game não é uma ligação direta aos acontecimentos reais do mercado de games, apenas alguns detalhes no jogo fazem essa referência.

Por exemplo a fusão das personagens S-Sha e E-Sha é retratada na história como a morte da S-Sha na tentativa de “produzir um filme”, o jogo não conta, mas é claramente uma referência a Fusão das empresas Square e Enix quando ocorreu o fracasso do Filme Final Fantasy: The Spirits Within pela Square, ou a personagem B-Sha que se disfarça de “Presto-Mask” para salvar crianças, uma referência a empresa Banpresto que produz brinquedos e faz parte da Bandai-Namco.

É uma forma bem divertida de conhecer a história real do mercado de Games e a “briga” entre as empresas.

Considerações Finais

Por ser um JRPG, não é um game que agrada a todos, é um jogo que possui MUITA história antes de começar realmente com as batalhas. Um detalhe interessante é que os diálogos são no estilo visual novel e toda a parte da história principal possui áudio falado, além das personagens se mexerem um pouco, dando um visual muito agradável e divertido. Infelizmente o jogo não possui legendas em português. O começo é extremamente devagar e fácil, o que pode passar uma ideia errada aos jogadores de primeira viagem, somente depois de algumas horas que realmente as mecânicas mais elaboradas começam a aparecer no jogo e apresentar algum desafio.

Para os entusiastas dos games com certeza é um prato cheio pois está repleto de referências do mercado de games, algumas referências são bem evidentes, mas a maior parte é bem sutil e provavelmente passam despercebidas para a maior parte dos jogadores, essa é uma parte muito divertida pois o game não tenta mostrar ou explicar as referências ao jogador, tornando um toque especial ao game.

Prós:

  • Várias personagens, armas e golpes diferentes
  • Sistema de batalha interessante e prático
  • Visual bonito e agradável
  • Muitas referências do mundo dos games
  • Modo VR bonito e interessante para os fãs da série

Contras:

  • Inicio fácil e demorado, pode desestimular jogadores novos
  • Roda a 30FPS contra 60FPS da versão antiga
  • Poucas artes durante a história principal para serem desbloqueadas na galeria
  • Pouca interação no Modo VR

Megadimension Neptunia VIIR para Playstation 4 / PSVR fornecido Gentilmente Pela Idea Factory Para Realização Do Review.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WordPress Lightbox Plugin
Pular para a barra de ferramentas