Culdcept Revolt – Review

Culdcept Revolt foi lançado pelas mãos da NIS America no Nintendo 3DS em outubro e chega com uma proposta realmente interessante, misturando Monopoly (ou Banco Imobiliário no Brasil) e diversos jogos de cartas, criando um jogo extremamente divertido e desafiador, fazendo os jogadores pensarem bem antes de dar seu próximo passo no tabuleiro.

Assim que começa o jogo, diversos tutoriais são apresentados ao jogador, ensinando os fundamentos do board game, porém os mesmos são muito extensos e podem cansar o rapidamente. Ao completar cada missão do tutorial, novas cartas são adicionadas ao inventário, e que poderão ser utilizadas para criar o deck ideal para o player progredir pelas quests.

Os jogadores tem a opção de escolher um tipo de baralho antes de iniciar a sua jornada, podendo escolher entre fogo, água, terra e ar, cada um representado por uma cor e que serão fundamentais na hora de invocar uma criatura para o tabuleiro. Aqueles que podem manipular essas cartas são chamados de Cepters e na história de Culdcept são caçados pelo grupo rebelde, Free Bats.

Assim que começa o jogo, o tabuleiro é apresentado e possui 4 cores distintas que são o azul, amarelo, verde, amarelo, e podem apresentar vários formatos, como um quadrado ou então em formato de oito, aumentando ainda mais a possibilidade de novas estratégias serem empregados pelo player para alcançar a vitória no confronto.

Cada monstro possui uma cor de carta distinta, e também existem aquelas criaturas incolores, que podem ser invocadas em qualquer local do tabuleiro sem que haja uma vantagem ou desvantagem devido ao tipo de terreno em que foi posta.

Colocar uma criatura da mesma cor que o terreno em que o jogador se situa, trará vantagens para o monstro, deixando ele mais forte se for colocado no local correto, e também terá o efeito contrário caso seja colocado em um terreno de uma cor que não seja corresponde à sua carta.

Para se movimentar pelo tabuleiro, o jogador utilizará dois dados que calcularão exatamente por quantas casas ele poderá se mover durante a sua jogada. Assim que cair em uma casa, o jogador poderá invocar uma criatura de qualquer cor caso não possua uma outra criatura inimiga no mesmo local, utilizar uma carta de magia ou então passar a sua vez. Se no local que o jogador parar houver uma carta inimiga, o jogador terá que obrigatóriamente pagar uma espécie de “pedágio” ou então enfrentar o oponente.

Caso o jogador saia vencedor, ele poderá pegar o terreno para si e a carta inimiga será destruída, caso contrário o inimigo terá defendido com sucesso o local e a jogada será encerrada dando a vez para que o próximo jogador posso realizar seus movimentos. Ao tomar posse de um terreno, o jogador poderá em seu turno construir melhorias naquele local, deixando ele mais valioso e poderoso, fazendo com quem pare ali, tenha que pagar uma quantia cada vez mais alta de dinheiro e fazendo com que esse seja o método mais eficiente de ganhar o jogo com rapidez.

Por falar em ganhar o jogo, o mesmo será concluído quando os jogadores atingirem a quantia alvo de G e que serão apresentadas na tela de missão, informando a quantidade exata de dinheiro que será necessária para ter sucesso naquela batalha. O dinheiro é ganhado de diversas formas como: matando cartas do inimigo, arrecadando de outros jogadores ao caírem em seu terreno ou então passando pelos checkpoints do tabuleiro.

As batalhas são simples e ocorrem com extrema e eficiente simplicidade, deixando o jogo bem fluído e fazendo com que o jogador possa fazer tudo com muita rapidez. No início de cada confronto o jogador poderá equipar o seu monstro com uma carta de equipamento, que pode ser uma arma que dará mais poder de ataque, ou então utilizar uma carta de armadura, que deixará a criatura com mais resistência e assim podendo levar mais dano antes que seja destruída.

No tabuleiro também estão presentes alguns checkpoints que darão uma quantidade de G, a moeda do jogo, ao serem alcançados pelos jogadores e que seraõ calculados de acordo com quantas voltas os jogadores já derão por todo o tabuleiro.

Culdcept Revolt é um jogo obrigatório para quem gosta de board games e também de estratégia, fazendo o jogador pensar bastante durante cada tabuleiro jogado, o que também faz o jogo ser um atrativo para quem gosta de batalhas longas a cada vez que o jogador aceita uma missão.

Pontos Positivos

  • Desafios na medida certa
  • Curva de Aprendizado

Pontos Negativos

  • História Fraca
  • Tutoriais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.